terça-feira, agosto 26, 2008

A Janela do Mundo

A janela do mundo
é pintada de preto
o pintor tem na mão

a paisagem de perto
um futuro de medo
e um punhado de pão

A janela do mundo
E quebrada de vidro
Um pedra na mão

É fechada em cimento
Pra rajada de vento
É a morada do cão

A janela do mundo
A moldura de tudo
Só buraco profundo

Que me tapa a visão.

4 comentários:

Cathwillows disse...

Volte sempre! :)

Papagaio Mudo disse...

Lucas,

volte sempre à gaiola dopapagaio. é meu caderno de notas.
obrigado pela visita e comentário.
Forte Abraço.

Gustavo

ps: boa poesia.

maria > disse...

a cegueira pro mundo e a cegueira pro(fundo).

Sinval Santos da Silveira disse...

Maravilhosa reflexão!

abraços
sinval